LETRAS DO TREM - AS MÚSICAS DO TREM DA ALEGRIA - DISCOGRAFIA COMENTADA DISCO POR DISCO, LETRA POR LETRA

22/09/2008

A BONECA E O SOLDADINHO


13. A BONECA E O SOLDADINHO
Duração: 04:14
Compositores: Claudio Roberto e Mario Antonio
Solo: Patrícia e Luciano

Eu vivo tão sozinha
Jogada num cantinho
Boneca assim de pano, ninguém quer
O meu vestido velho
Começou a rasgar
Cabelo embaraçado
E ninguém pra pentear

Eu sou um soldadinho
Caí do cavalinho
E assim a minha perna se quebrou
Meu dono teve pena
E quase até chorou
Mas no dia seguinte
Ele já nem me ligou

Eu não tenho amigo
Ninguém quer falar comigo
Por isso é que eu sou tão triste assim

Você é tão linda
Venha ser a minha amiga
A felicidade para mim

(refrão 2x)
Juntos pode ser
Só eu e você
Um mundo cor-de-rosa
Onde tudo é possível
Vem, vamos brincar
Mágica no ar
E o verdadeiro amor irá vencer
Fazer da vida um sonho outra vez.

COMENTÁRIOS

A dupla principal do grupo, Patrícia e Luciano, faz um lindo dueto cantando esta música triste, poética, cheia de sentimento... lirismo infantil, digamos.

A mensagem principal passada é a da busca do amor e da felicidade. Os personagens superam a dor, vencem a rejeição e o desprezo e, juntos, unem forças para serem felizes, demonstrando que tudo o que precisam na vida é do outro e nada mais. Mensagem forte, transportada para o universo infantil, mas não se pode dizer que é apenas uma música para crianças, pois a temática é universal.

Boneca de pano e soldadinho de chumbo são referências de brinquedos tradicionais, antigos. Têm um peso por servirem de referência à infância e à inocência. Na narrativa da canção, ambos são brinquedos rejeitados por seus donos, porque estão velhos ou se quebraram. O ponto de vista é o do objeto humanizado, como seria explorado futuramente nos filmes da série Toy Story.

Assim, dá-se a união do "feio com o mal-acabado", isto é, de duas figuras desprezadas e maltratadas. Mas elas não estão se importando com suas aparências ou com o que os outros pensam delas. Se os seus antigos donos já não lhe dão mais carinho ou proteção, conseguiram encontrar isso de outra maneira, e seguirão a vida, felizes. O amor vence no fim.

Será que as crianças que ouviam na época conseguiam tirar todas essas conclusões que tiramos agora, quando estamos adultos? Acho que sim.



Essa é a mensagem de encerramento do disco Trem da Alegria de 1986. A faixa seguinte é a versão karaokê de He-Man.

Luciano Nassyn e Patricia Marx reviveram a dupla em 2010, e cantaram novamente esta música num show no Circo Voador:

17 comentários:

  1. Nascemos, crescemos e um dia morreremos. Aí eu pergunto: Doque vale a vida?
    Resposta: Seria os bons momentos, onde sentimos liberdade, amor, amizade, paz, alegria, enfim... felicidade pela vida.
    Momentos onde acreditamos em muita coisa boa, coisa mágica, acreditamos em ser um presidente, acreditamos em ser o super-homem, acreditamos em ser uma barbie,tinhamos nossos brinquedos, acreditamos que poderiamos voar, e voávamos, sim, voávamos em nossa imaginação, criavamos tudo...é...nada tinha limites para gente. Isso é a Infância.
    Mas esses sentimentos não deveria ficar somente nas fases de nossa infância, como se tivesse acabado. Não acabou, porque estamos vivos ainda. Não deveríamos ter vergonha de nossa infância, aonde tudo que lembre nossa infância nos dá desprezo. Não!
    Vivemos tudo isso, cada um do seu jeito, em seu lar, a sua maneira, descobrindo a vida, passando pela infância. Nossa vida não deve ser desprezada em nenhum momento.
    Oque me chama atenção nessa música Hamilton é que mostra as pessoas que deixaram sua infância de lado, quando esquecem de seus brinquedos.
    Brinquedos nessa musica eu penso ser a imagem da infancia esquecida, infancia desprezada, infancia ridicularizada por entrar na fase da adolescencia e adulta, pode não ser oque a letra quis dizer mas eu vejo dessa forma. Muito triste essa música. E é um pouco atual, porque hj em dia crianças dipensão mais rapido de seus brinquedos.
    Como tu mesmo disse: mini-adultos.
    Mas vamos levar essa infancia maravilhosa que tivemos para a nova geração e quem sabe, muita coisa boa aconteça.
    Valeu!!!

    ResponderExcluir
  2. Excelente canção!

    ResponderExcluir
  3. Olá, Hamilton! Parabéns pelo site! Essa é a minha canção favorita de todos os tempos.... tenho até um vídeo caseiro em que a canto com meu pai tocando violão para acompanhar (uma pérola, pois mal sabia eu falar direito)...

    Tenho apenas uma dúvida: o disco de 1990 será comentado? Porque ele também marcou muito a minha infância, com as canções Koio Shi Masho e Doce Estrela.... também foi meu primeiro vinil do trem, umas vez que os álbuns anterores eu possuia em k7.

    De novo, parabéns!

    ResponderExcluir
  4. Olá, Ninha!

    Obrigado por comentar!

    Sim, nós vamos falar do disco de 1990, a idéia é ter aqui todas as músicas do Trem da Alegria.

    bjs

    ResponderExcluir
  5. Essa música até hoje me dá vontade de chorar, rsrsrsrs. Sempre que ouvia eu morria de pena dos dois.


    Não sei se eu consegui chegar a alguma conclusão na época, mas acho que as crianças de hoje poderiam ter uma música dessas também. Tudo é tão mais descartável do que há 20 anos.

    ResponderExcluir
  6. Esse Claudio Roberto é o mesmo que fez músicas em parceria com Raul Seixas, certo?

    Abraços e parabéns por preservar a memória de uma geração! =)

    ResponderExcluir
  7. É uma das musicas que mais amo. Lindo, sempre fico emocionada!

    ResponderExcluir
  8. Oi Hamilton!

    Essa canção é muito emocionante mesmo, pois também fala de preconceito. Os brinquedos eram vistos como "imprestáveis" porque tinham defeito. Mudando de assunto, lembro que eu tinha um compacto dessa canção: o lado A era a versão orginal, e o lado B tinha a parte instrumental (completa). Lembro que eu ficava cantando com a minha prima, ela não decorava a letra hahahahaha. Não sei se foi promocional, mas lembro que tinha uma propaganda enorme das Sendas. Acho que a capa nem tinha foto do Trem.

    Abraços, DIOGO

    ResponderExcluir
  9. No disco de 1986, a voz da Patrícia nessa música está mais perfeita do que nunca! O fraseado é seu melhor já gravado, e é muito comovente quando ela canta "eu não tenho amigo, ninguém quer falar comigo". Talvez o ápice de Patrícia no Trem da Alegria!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Gosto muito da performance da Patricia em Pássaro Azul também.

      Excluir
  10. Vcs tem o play back dessa música? Estou precisando urgentemente para uma apresentação na escola...Por favor me ajudem.

    ResponderExcluir
  11. Emocionante!!!!! Sem mais.

    ResponderExcluir
  12. Este foi o melhor disco do trem.

    ResponderExcluir
  13. Eu vou dançar na escola essa musica vou recomendar o site para minha professora

    ResponderExcluir
  14. Disco de 86 sem dúvida fantástico, emocionante, envolvente, de arrepiar...

    Bem primeiramente não possuo palavras para agradecer ao autor do site, pelo belíssimo trabalho aqui apresentado.
    - E penso que assim como mundo evoluiu muito em diversas áreas, tambem regrediu bastante em muita coisa.
    - Em 1986 eu tinha apenas 6 anos e ouvia uma música com uma qualidade dessa , cheia de valores , sentimentos que nos eram ensinados e que tenho orgulho de carregar comigo.
    - O que se vê hoje são seres vazios de sentimentos , mentes construídas por uma mídia de consumo rápido ( "fast food"),e muito tempo perdido com coisas sem valor.
    - O que importa é o ter! O "ser" ,não é mais importante... -Não tenho filhos, pois sinceramente me preocupo em colocar um ser vivo em um mundo tão desigual, tão desumano e estranho como este.
    - Me desculpem , não devemos generalizar , há muita coisa boa ainda. Mas parecem estar cada vez mais escondidas, distantes de muitos de nós.
    Paz aos homens e mulheres de bem! Abraço à todos !
    Júlio Silva. Gyn-Go

    ResponderExcluir
  15. Isso tudo fez da minha infância, uma infância mais feliz e cheia de imaginação.
    Meus Filhos escutam hoje o que eu ouvia de pequeno!
    Eterna gratidão a Todos integrantes do Trem!!!

    ResponderExcluir
  16. O Trem da Alegria fez da minha infância uma fase mais feliz e cheia de imaginação... eu viajava nas músicas.
    Meus filhos escutam e adoram!!!
    Eterna Gratidão à todos integrantes do Trem da Alegria!!!
    Giuliano - Belo Horizonte

    ResponderExcluir

NO AR: TREM DA ALEGRIA, UMA HISTÓRIA DE SUCESSO



CLIQUE AQUI E VEJA TODOS OS VÍDEOS DO TREM DA ALEGRIA DE NOSSO CANAL NO YOUTUBE

"Um abração e muito obrigado por essa iniciativa tão bela... esse resgate tão precioso em nossas vidas!!
Muito obrigado!!!"
LUCIANO NASSYN

"Poxa, que demais esse vídeo. Gostei bastante e matei saudade. Obrigado a todos!"
JUNINHO BILL
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...