LETRAS DO TREM - AS MÚSICAS DO TREM DA ALEGRIA - DISCOGRAFIA COMENTADA DISCO POR DISCO, LETRA POR LETRA

27/07/2020

DOCE ESTRELA

07. DOCE ESTRELA
(Michael Sullivan / Paulo Massadas)
Participação Especial: Roupa Nova

Doce estrela da manhã
Esperei a noite inteira
E uma nuvem passageira
Me falou que o sol já vem

Doce estrela da manhã
Mais um dia que começa
Cada dia é uma promessa
Nos caminhos desse trem

Doce estrela da manhã
Que se esconde no horizonte
Eu te pego atrás do monte
Pra viagem começar

Doce estrela da manhã
Mostra um mundo diferente
O futuro é meu presente
Quero ir onde ele está

Minha doce estrela da manhã
Um lugar com gosto de hortelã

(refrão 2x)
Tem um B
B de Be-a-bá
RA diga o que será
E o final rima com anil
Meu Brasil

COMENTÁRIOS



O Trem da Alegria, em seus 9 álbuns (contando o Clube da Criança) lançados entre 1984 e 1992 fez poucas regravações, tendo em seu repertório majoritariamente músicas inéditas.

Uma rara exceção é a canção Doce Estrela, do disco de 1990. Ela já havia sido gravada pelos seus próprios compositores originais Michael Sullivan e Paulo Massadas num álbum autoral lançado em 1987 pela RCA Victor.

Na regravação do Trem da Alegria, os autores fizeram alterações na letra retirando a temática adulta e tornando-a mais infantil. A letra original, um tema de amor, passou a abordar valores universais, incluindo um chamado final de um futuro esperançoso para o Brasil, e ganhou uma melodia mais doce e suave, assinada pelo Roupa Nova.

Na versão gravada por Sullivan e Massadas, em 1987, uma balada romântica, assim eles cantavam:

Doce estrela da manhã
Esperei a noite inteira
E uma nuvem passageira
Me falou que ela não vem

Doce estrela da manhã
Tente entrar no quarto dela
Por favor, diga pra ela
Vir correndo ver seu bem

Doce estrela da manhã
Se ela vem, fico sorrindo
Traga o sol num dia lindo
Deixe o sonho começar

Doce estrela da manhã
Se ela vem, tudo suporto
Tudo o que vier, eu topo
Que ela venha pra ficar

Minha doce estrela da manhã
Que ela traga um gosto de hortelã

Minha doce estrela da manhã
Deixe o sonho começar
Minha doce estrela da manhã
Que ela venha pra ficar


SAUDADE DE PORTUGAL

06. SAUDADE DE PORTUGAL
Compositores: Ed Wilson e Fafá de Belém
Participação Especial: Gugu Liberato – gentilmente cedido por Promoart

A minha mãe foi com meu pai pra Portugal
E de presente ela me trouxe uma canção
Eu não sei como se leva essa dança
Mas tem alguma coisa que vai lá no coração

O meu vizinho Manoel é português
É carrancudo e como sempre a resmungar
Quando eu botei o tal do disco na vitrola
De repente ouvi uma voz que vinha do segundo andar

(refrão 1)
Lá laiá laiá laiá
Lá laiá laiá laiá
Seu Manoel batia palmas
Dava pulos nos tamancos
Não queria mais parar
Lá laiá laiá laiá
Lá laiá laiá laiá
E então ele gritava
Ô Maria vem, cachopa
E dançava até cansar

(refrão 2 – 2x)
Vira pra cá
Vira pra lá
Pega lá seu tamanquinho
Dá um braço e vem dançar

Seu Manoel não ficou triste nunca mais
É a saudade que fazia ele chorar
Mas só que agora toda vez que ele me vê
Pede pra tocar o disco e começa a cantar

(refrão 1)

(refrão 2 – 2x)

COMENTÁRIOS

Após cantar sobre a colônia japonesa no Brasil com Koiô Shi Mashô, o Trem da Alegria rende homenagem à Portugal.

A saudade é tema frequente na produção cultural portuguesa. Presente na literatura desde os tempos das grandes navegações e inspiração para o fado, evoca os sentimentos de vazio, as recordações do passado e as lembranças da casa que está distante, como no caso desta canção.

O apresentador Gugu Liberato fazia sucesso nas noites de sábado no SBT com o seu "Viva a Noite", onde o Trem da Alegria marcava presença em suas apresentações. Em 1990, por meio de sua empresa Promoart, fazia o agenciamento de Luan e Vanessa, dupla que estourava nas paradas de sucesso, e formada - é claro - por Vanessa Delduque, ex-integrante do Trem da Alegria.

A ascendência portuguesa de Gugu era conhecida do público. No início de sua carreira, ele foi repórter do programa "Caravela da Saudade", da TV Tupi, dedicado à colônia portuguesa. Querido pelo público infantil e com discos gravados como cantor, Gugu representou bem os lusitanos neste tributo musical.

Outra artista de conhecidas origens d'além mar que participou deste trabalho foi a cantora paraense Fafá de Belém. Fazendo grande sucesso e integrante do elenco da gravadora BMG Ariola, Fafá assinou a composição em parceria com Ed Wilson.

Saudade de Portugal traz melodia e instrumentais que remetem às músicas tradicionais portuguesas e sua letra faz referência ao vira, dança folclórica que se tornou conhecida no Brasil pelo repertório de Roberto Leal, e que futuramente viria a ser parodiada pelo grupo Mamonas Assassinas.




18/07/2018

BICHINHO DE ESTIMAÇÃO

05. BICHINHO DE ESTIMAÇÃO
Compositores: Eros e Liebert

Sonhei que ia fazer aniversário
E o presente que eu queria
Era um bicho de estimação
Então saí pedindo a todo mundo
Pra mamãe, pra minha tia
Pro meu pai e até pro meu irmão

Aí chegou enfim o grande dia
Era tudo o que eu queria
Mas acabou dando confusão

(2x)
Todo mundo me deu um bichinho
Cada qual mais bonitinho
Que bagunça no salão!

(2x)
Tinha cachorro, tinha gato, tartaruga
Um porquinho, um cabrito
Tinha bicho de montão
Tinha marreco, papagaio, periquito
Coelhinho, tinha um galo
E um filhote de leão

Acho melhor eu convencer a minha mãe
Que eu gosto dos bichinhos e quero viver assim
Acho melhor eu convencer a minha mãe
A ficar com todos eles de presente para mim

COMENTÁRIOS

Música com um estilo e ritmo que casam perfeitamente com o do Trem da Alegria, "Bichinho de Estimação" trata do desejo de toda criança, que não seja doces ou brinquedos: ter um animalzinho em casa.

Esse mesmo tema já havia sido tratado anteriormente em Meu Pequeno Tommy (1985) e "Meu Pintinho" (1989).



Aliás, nessa última música eram citados diversos animais que poderiam ser adotados e as desvantagens de cada um: o cachorro morde, o gato arranha e assim por diante. Mas, dessa vez, não há contratempo algum, pois o garoto ganha diversos bichos de uma vez só em seu aniversário!

Em 1990, possuir gato e cachorro em casa era normal. Papagaio e periquito em casa não eram raros. Tartaruga e coelho um pouco mais. Marreco, porco, galo e cabrito, na cidade, era bem difícil. Leão, praticamente impossível. E todos juntos, de uma vez, como propõem os compositores Eros e Liebert, é uma hipótese que não tem nem adjetivo para qualificar.

Com o tempo surgiriam outras opções de animais de estimação mais exóticos, como porquinhos da índia, hamsters, furões, iguanas, cobras e lagartos. Até mesmo marrecos, galos e porcos aparecem de vez em quando se sentindo parte da família. Mas filhotes de leão continuam sendo companhias de raríssimas pessoas.

NO AR: TREM DA ALEGRIA, UMA HISTÓRIA DE SUCESSO



CLIQUE AQUI E VEJA TODOS OS VÍDEOS DO TREM DA ALEGRIA DE NOSSO CANAL NO YOUTUBE

"Um abração e muito obrigado por essa iniciativa tão bela... esse resgate tão precioso em nossas vidas!!
Muito obrigado!!!"
LUCIANO NASSYN

"Poxa, que demais esse vídeo. Gostei bastante e matei saudade. Obrigado a todos!"
JUNINHO BILL
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...